sábado, 18 de outubro de 2008

Epidemiologia

Aqui estou eu novamente! Desta vez venho postar um pouco sobre minha área de pesquisa como havia prometido.

Atualmente tenho pesquisado bastante sobre Epidemiologia Computacional, área da computação que visa estudar a epidemiologia e auxiliar a mesma na previsão e, com isto, na solução de diversos problemas (pense como se fosse uma aliança da computação com a biologia, matemática, medicina e diversas outras áreas da ciência para achar a solução de problemas que afetam não apenas uma pessoa, mas regiões inteiras). Mais específicamente eu pesquiso como aluno de iniciação científica criando modelos computacionais para epidemias de esquistossomose. Para criar estes modelos utilizo de recursos computacionais e matemáticos, como é o caso dos autômatos celulares.

Abaixo temos uma possível seqüência de imagens que mostra o funcionamento do modelo computacional que foi criado visando simular a expansão da esquistossomose em uma dada região (distrito de Carne de Vaca). Para criar este modelo foi utilizado um autômato celular que vai simular a dispersão da doença de acordo com os níveis de risco de cada região e com diversas variáveis que podem ser modificadas no decorrer da modelagem.

As células estão pintadas nas seguintes cores com as respectivas representações:

Branco = Local sem risco de doença
Cinza claro = Local com leve risco de doença
Cinza escuro = Local com alto risco de doença
preto = Local infectado pela doença




























Vale ressaltar que este é um modelo que se utilizou, a princípio de dados aleatórios, ou seja, não tivemos acesso aos reais pontos infectados pela doença, portanto utilizamos uma matriz aleatória de dados para simular. Este modelo simplesmente mostra o que pode acontecer numa dada região se nenhuma atitude for tomada para conter a disseminação da doença.

Bom.... infelzimente não tenho muito tempo para mostrar em detalhes os modelos criados, juntamente com os seus parametros de simulação, além disso este é apenas o primeiro modelo criado e, portanto, o mais simples. Atualmente o modelo que trabalho é bem mais complexo e eficiente que este apresentado, mas acho que é o suficiente para entenderem um pouco da história, pois seria preciso muitas páginas e explicações para apresentar tudo.
Espero que gostem!

Haaaa... para terem uma maior idéia do quanto os autômatos celulares são importantes, principalmente para ciência, dêem uma olhada no vídeo abaixo. Ele trata de um robô chamado Roomba. Ele é se utiliza de autômatos celulares para implementar sua inteligência artificial na tarefa de fazer a faxina doméstica! :P
Apreciem!


video



Para aqueles que apreciam experiências e vídeo games, vejam o link abaixo:

http://br.youtube.com/watch?v=NqbcfSqPnLA

É uma mistura feita da tecnologia do Roomba com o controle do Nintendo Wii, o Wii Remote.

Ao observar este vídeo, eu percebí que a principal característica do Roomba foi retirada (automatizar as coisas), mas cá entre nós.... ficou interessante não???

T+